RSS

ressentimentos

ela acredita que há coisas que não precisam de ser explicadas.
ou, se fossem explicadas, bastaria explicar uma única vez.

quando se convive com uma pessoa, há a obrigação de saber o que essa pessoa gosta, o que ela tolera e o que ela não suporta.
ou, pelo menos, há a obrigação de saber o que ela não suporta.

ela guarda ressentimentos, como todo mundo guarda. mas não era capaz de revidar. não conseguia fazer ninguém sofrer, como ela sofria, de propósito.

O problema é que nem todos pensam como ela.
seus ideais são somente seus. de mais ninguém.

Mas ela aprendeu desde cedo que chorar não arranca pedaço e nem machuca.
Ou, ao menos, não machuca fisicamente.

Então, mais uma vez, enxugou as lágrimas e guardou mais um amargo ressentimento na caixinha.

3 comentários:

Mary disse...

Letícia,
fala pra 'ela' que "tem gente que pede, tem gente que implora, mas tem gente que FAZ QUESTÃO!!!!"
Se "há a obrigação de saber o que ela não suporta", os seres sem noção merecem pelo menos, um GELO BÁSICO, e bem educado. Se perguntarem "O que aconteceu?" (porque gente sem noção= pergunta sem noção), vale responder: "Nada não! Tem vezes que eu prefiro me isolar no meu próprio mundo porque o mundo aqui fora me perturba deveras."
_________________________________

Feliz dia, Mulher!

;)

Bjinhos.

candy disse...

Difícil dizer o que as pessoas deveriam ou não, obrigatoriamente, fazer em relação a nós. Há coisas que esperamos que elas façam, mas que espera por isso somos nós e não significa que isso seja o certo ou o errado, ou que a pessoa que agiria dessa forma estaria satisfeita em ter esse comportamento.
Confuso, mas é +- isso que penso.

Eu tb costumo chorar e guardar ressentimento, então em relação a isso eu evito comentar.
hehe

Boa semana
;***

Antônio disse...

É, Lê, nem tudo na vida são flores, né? Se eu pudesse, quem ia te abraçar agora era eu. =]

De qualquer forma, o que não mata faz forte. Quando a gente toma uma rasteira, fica mais atento a quem realmente nos ama, e a vida tende a melhorar...

Ah, e obrigado pelo baita elogio que tu me fez. Fiquei lisonjeado.

Beijão, boa semana!